Adicionado ao cesto
  1. Home Brother
  2. Blog Brother Portugal
  3. Identificação
  4. 2020
  5. Automatização do cálculo da validade dos alimentos na cozinha depois de abertos
Cálculo da validade dos alimentos na cozinha

Automatização do cálculo da validade dos alimentos na cozinha depois de abertos

Nas cozinhas é importante conhecer exatamente a data de validade dos alimentos que se manipulam para evitar intoxicações alimentares, garantir a segurança do produto e a satisfação do cliente. Mas, que acontece uma vez aberta a embalagem ou descongelado o produto? Como calcular de forma rápida e eficiente quanto tempo se pode manter o produto em bom estado? A etiquetagem na própria cozinha é vital para conhecer as novas datas de validade dos alimentos.

Riscos de uma má etiquetagem nas cozinhas na manipulação de alimentos

A etiquetagem em toda a cadeina alimentar, desde a produção inicial do produto até ao momento em que chega ao consumidor final, deve ser perfeita. Um erro em qualquer momento do processo pode levar a um problema de saúde devido a possíveis reações alérgicas, mau estado dos alimentos ou uma conservação inadequada. No geral as etiquetas estão presentes em todas as etapas, mas há um momento em que se perde essa validade da etiquetagem, é quando se abre a embalagem. A partir desse momento a data de validade impressa na etiqueta original do produto deixa de estar valida e a posterior manipulação desse produto implica que a duração com que pode ser consumido com segurança altera.

Para evitar possíveis problemas de intoxicação alimentar, o preparador deve preencher uma etiqueta com os dados do produto, entre os quais: tipo ou categoria, a data de preparação, da validade e o nome da pessoa que o manipulou. Estes dados são imprescindíveis para a sua posterior rastreabilidade já que sem eles não poderíamos saber se o uso desse produto é seguro ou não. O problema aparece no momento de definir todos esses dados de uma maneira fidedigna. O sistema mais usado nas cozinhas de restaurantes e outros estabelecimentos é criar etiquetas de forma manual, realizando os cálculos da nova data de validade mentalmente. De facto, isto foi eficiente durante muito tempo na manipulação de alimentos, mas atualmente deixou de ser útil. Este sistema pode-se traduzir numa baixa produtividade uma vez que diminui a velocidade no trabalho dos preparadores e torna possível cometer erros devido a uma má interpretação da letra manuscrita ou uma falha no cálculo das datas. Para evitar problemas na rastreabilidade nas cozinhas nesta etapa do processo, o mais adequado é servirmo-nos da tecnologia.

Automatização, a solução para a etiquetagem de alimentos nas cozinhas

A automatização na etiquetagem de alimentos foi um dos grandes avanços neste campo, uma vez que permitiu não só reduzir o tempo necessário para os processar, como também reduzir de uma forma drástica os erros na etiquetagem, garantindo por isso a segurança em todo o processo. Nesta área em concreto, a etiquetagem dos alimentos nas cozinhas de restaurantes e centros de processamento de alimentos, é necessária uma solução específica: calcular de forma automática a nova data de validade dos produtos depois de abertos ou descongelados e poder imprimir a etiqueta correspondente no momento.

Ao efetuar uma etiquetagem com estas características é importante ter em conta que fatores são imprescindíveis na hora de procurar uma solução tecnológica que seja realmente útil e fiável:

  • Produtividade - Uma das vantagens mais imediatas de usar um equipamento destas características é a de realizar uma etiquetagem e a rastreabilidade de forma muito mais rápida e simples. A poupança de tempo permite melhorar a produtividade geral do negócio;
  • Rastreabilidade – Os códigos de barras são imprescindíveis para garantir a rastreabilidade dos alimentos. A capacidade para gerar e imprimir estes códigos é importante, uma vez que a sua utilização facilita a revisão e a atualização de toda a informação em tempo real;
  • Sem erros – A maioria dos erros acontecem quando o cálculo da nova data de validade é feito mentalmente ou quando a etiqueta é escrita à mão.  Uma interpretação errada da letra ou uma data de validade mal calculada pode ter graves consequências;
  • Personalização - Cada empresa geralmente tem necessidades especificas no que diz respeito à rastreabilidade dos alimentos, por isso é importante uma solução que permita a pré-configuração de etiquetas, podendo por exemplo criar modelos com diferentes parâmetros como diferentes datas de validade por cada ingrediente;
  • Conectividade - Incorporar Bluetooth e WiFi permite a este tipo de soluções obter uma grande versatilidade, ao poder conectar-se em qualquer momento às bases de dados que utiliza a empresa, independentemente de onde se encontre situada a impressora;
  • Software de criação de etiquetas específico - Contar com um software específico para desenhar etiquetas, conexão a bases de dados, cálculo de datas de validade, armazenamento de modelos, etc., é geralmente uma garantia de produtividade;
  • Usabilidade - Para não comprometer a produtividade, é importante que a etiquetadora seja:
  1. Intuitiva: por exemplo, mostrando a informação num painel de forma gráfica;
  2. Fácil de usar: com um painel tátil que mostre a informação e as opções de forma simples;
  3. Prática: que seja portátil;
  4. Personalizável: com diferentes acessórios que se adaptam às necessidades sem dedicar muito tempo à sua manutenção.
  • Fiabilidade – Robustez e preparada para ambientes de trabalho exigentes.

Todas estas funcionalidades são importantes, e se optar pela tecnologia para automatizar o processo, é recomendável cumprir estes requisitos.

O papel da etiquetagem na rastreabilidade de alimentos nas cozinhas

A etiquetagem manual para atualizar as datas de validade de alimentos que já foram abertos é pouco efetiva e lenta, sendo um risco para o negócio. Com a tecnologia atual podemos cobrir amplamente estas necessidades, sendo muito mais prático, simples e produtivo. A automatização dos processos evita os erros clássicos das notas manuscritas ao mesmo tempo que permite uma melhor rastreabilidade de todos os ingredientes dos alimentos. As soluções de rastreabilidade de alimentos são uma aposta segura para evitar intoxicações e informar o consumidor sobre a presença de alérgenos.

Mais de Identificação

Também lhe pode interessar...

Error: Generic Text label 'Back to top' not set for language 'pt-PT' (Site: 'MAIN-PT').