Adicionado ao cesto
  1. Home Brother
  2. Blog Brother Portugal
  3. Identificação
  4. 2021
  5. A melhor forma de etiquetar estantes no armazém para melhorar a eficiência na logística
A melhor forma de etiquetar estantes no armazém para melhorar a eficiência na logística

A melhor forma de etiquetar estantes no armazém para melhorar a eficiência na logística

A pandemia demonstrou ser um catalisador para muitas indústrias, sobretudo para o setor do comércio eletrónico. Impulsionados por um forte aumento dos pedidos online, muitas lojas virtuais, assim como negócios físicos mais tradicionais, passaram por um enorme crescimento no último ano.

E enquanto, no campo de batalha pré-pandémico, os retalhistas competiam por preços mais baixos, o novo cenário é impulsionado pela procura de entregas atempadas, e as empresas que são capazes de se comprometerem com a entrega no dia seguinte ou até no mesmo dia estão prontas a vencer.

Com as maiores expetativas dos clientes e processos de entrega eficientes dos comércios, as cadeias de distribuição, as empresas de transporte e logística e as instalações dos armazéns estão inevitavelmente a sentir a pressão para satisfazer a procura. Para isso, é de vital importância para o sucesso que todos os sistemas estejam conectados e funcionem eficientemente.

Há muitos fatores que podem influenciar na eficiência dos processos logísticos de uma organização e o setor foi claramente proactivo na intensificação para poder satisfazer uma procura sem precedentes.

Neste artigo, examinaremos as considerações chave para garantir que o sistema de estantes do armazém facilita a eficiência e a produtividade ao longo do processo logístico.

A escolha do melhor sistema de armazenamento do armazém é fundamental

A escolha da solução de armazenamento adequada no armazém é a base para a eficiência e a produtividade ao longo de todo o processo logístico. Considerar aspetos técnicos fundamentais como a segurança e a capacidade de carga, é vital, assim como garantir que o sistema de armazenagem se pode integrar perfeitamente nos processos digitais e também adaptar-se facilmente às mudanças.

Algo tão simples como a distância percorrida pode supor uma enorme ineficácia ao longo do tempo. Por exemplo, se são armazenados produtos num armazém de 6.000 m2, os preparadores de pedidos têm uma zona muito ampla para percorrer várias vezes por dia para recolher os produtos de acordo com os pedidos. Para otimizar este espaço, um sistema de estantes com 16 níveis pode reduzir a área do armazém para apenas 170 m².

Esta nova solução de armazenamento poderia reduzir enormemente o espaço de armazém, aumentar significativamente a eficiência e gerar grandes poupanças, o que destacaria a importância de escolher o sistema adequado para o seu negócio.

Quando se pensa nos sistemas de armazenagem, há muito por onde escolher segundo o tipo de produtos que vão armazenar e deve-se ter em conta se o sistema de armazenamento é dinâmico ou estático.

Sistemas de armazenamento estático para paletes e artigos a granel

O armazenamento estático supõe que cada artigo, quer seja paletizado ou armazenado a granel, tem um lugar fixo no armazém. Os racks fixos são utilizados com maior frequência quando as unidades de carga se colocam sobre elas individualmente ou em várias camadas e só se movem quando são retiradas do armazém.

O rack de paletes clássico

As estantes de paletes consistem em postes que estão ligados uns aos outros através de um sistema de apoio. Várias paletes podem ser colocadas entre dois postes (estantes multi-espaço) ou, para mercadorias pesadas, uma única unidade pode ser colocada entre dois postes (sistemas de espaço único).

Quando se armazenam mercadorias em paletes, os sistemas push-in e push-through costumam ser realizados por empilhadoras. Com uma estanteria push-in, a empilhadora apenas pode entrar a partir da parte dianteira, enquanto que com uma push-through, pode entrar a partir de ambos os lados.

Racks

As estantes são utilizadas para armazenar quantidades a granel de produtos de volume médio, como caixas de cartão e contentores ou se armazenam peças pequenas em caixas de cartão. As mercadorias normalmente são colocadas e retiradas do armazenamento à mão.

Racking cantilever

O racking cantilever encontra-se principalmente na indústria do ferro e da madeira. Estas estantes não têm pisos e os bens são armazenados lado a lado. As mercadorias podem ser encaixadas no braço cantilever (por exemplo, rolos de papel) ou colocadas sobre o braço cantilever (por exemplo, mercadorias compridas).

As estantes cantilever são utilizadas para artigos volumosos ou pesados e têm que ser manuseadas por empilhadoras.

Armazenamento de contentores

A estantes de contentores adaptam-se para acomodar as dimensões do artigo que se pretende armazenar. São compostas principalmente de bastidores de metal com estantes extraíveis, mas também pode ser desenhado como um sistema fechado para proteger os bens mais sensíveis de danos, sujidade ou roubo nos contentores.

As estantes de contentores funcionam segundo o princípio de "mercadorias para o homem" e são operadas por equipamentos de armazém de peças pequenas ou por um transporte autónomo. O sistema de acionamento elétrico funciona sobre carris e pode alcançar velocidades ao redor de 7 m/s, o que permite uma recolha de pedidos mais rápida.

Estantes dinâmicas para paletes e artigos a granel

A tecnologia de armazém é denominada "dinâmica" quando os bens são movidos depois de serem colocados no seu lugar de armazenamento. As mercadorias podem ser movidas dentro de uma estante fixa, juntamente com o rack, ou em algum tipo de transportadora. A vantagem das estantes dinâmicas é que poupa tempo de trânsito e, como tal, acelera a recolha de pedidos.

Armazenamento push-through e push-in

As estantes push-through movem os produtos desde o lado de entrada para o lado de saída, normalmente num transporte com rodas inclinado ou uma rampa. Isto funciona por gravidade ou por um sistema de acionamento mecânico de mercadorias. Como só se pode armazenar um tipo de elemento por corredor, este design é adequado para produtos de movimento rápido.

Um sistema de armazenamento push-in coloca os produtos e retira-os, do mesmo lado. Com cada nova palete colocada nos racks, as paletes anteriores são empurradas mais para trás.  Como o carril está inclinado, as paletes que já estão na estante são deslocadas automaticamente para cima quando é retirada mercadoria. Uma vez que não é possível operar o FIFO (primeiro a entrar, primeiro a sair) com estantes push-in, a sua utilização é limitada a mercadorias sem uma data de expiração.

Estanteria móvel

As estantes móveis podem ser construídas como estantes simples da estanteria, as estantes de paletes ou as estantes cantilever. As filas individuais das estantes estão em carros acionados eletricamente que se podem deslocar lateralmente. Podem ser colocados muito juntos e por isso os requisitos de espaço são mínimos, mas isto dificulta o acesso aos espaços de armazenamento individuais.

Sistema de carrossel

Os sistemas de estanteria tipo carrossel funcionam com o princípio de "mercadorias para o homem". As mercadorias são levadas ao ponto de recolha, quer seja num movimento horizontal (carrossel horizontal) ou num movimento vertical (paternoster).

Os carrosséis horizontais parecem estantes. No entanto, as unidades de carga são colocadas sobre um suporte móvel e são transportadas para o ponto de recolha. O tempo de recolha de pedidos é reduzido, uma vez que os movimentos do pessoal são minimizados, e o sistema também poupa espaço porque podem ser evitados os corredores ente estantes.

O sistema paternoster também transporta as mercadorias necessárias diretamente à abertura de extração. Uma vantagem adicional é que se pode instalar a uma altura que seja ergonomicamente adequada para os colaboradores.

Como etiquetar estantes em armazéns

A organização e a identificação são fundamentais para o bom funcionamento de um armazém. Passar ao lado destes princípios fundamentais pode acarretar importantes problemas para o futuro. Com a simples incorporação de um sistema de etiquetagem claro, lógico e integrado, pode melhorar a eficiência da cadeia de distribuição, a visibilidade do produto, aumentar a produtividade e diminuir a frequência dos erros de recolha manual.

Os três passos para a etiquetagem de estantes de armazéns para melhorar a eficiência são:

  • Definir o método de identificação das estantes do armazém
  • Etiquetar estantes de armazém debaixo para cima
  • Identificar as melhores etiquetas de estantes para o armazém

Identificar claramente as estantes ou armazenagem no armazém 

Começar por identificar onde começam e terminam as unidades de armazenamento pode parecer um primeiro passo básico, mas uma identificação clara da estante do armazém dará os seus frutos a longo prazo. Vale a pena referir que nem todos os armazéns seguem o mesmo sistema, por isso ter esta informação visível pode servir como um indicador útil para as equipas no terreno.

O tamanho das unidades e secções provavelmente serão definidas pelo tipo de inventário que se armazena, por isso deve ter isto em conta ao considerar os planos de identificação de estantes. Se optar por muitas secções pequenas, lembre-se de assignar atributos de identificação únicos a cada uma delas em vez de os atribuir a toda a prateleira propriamente dita.  Ter um bom sistema para etiquetar as estantes no seu lugar no armazém desde o princípio também prepara o caminho para uma escalabilidade de sucesso, o que permite adicionar ou eliminar etiquetas à medida que se aumenta.. 

Etiquetar estantes de armazém debaixo para cima

Quando se começa a etiquetar os racks, deve-se fazer debaixo para cima usando dois dígitos. Não só é um processo lógico, como também permite que a operação seja realizada sem ter que redesenhar todo o sistema de identificação. Esta consistência (incluindo o lugar da estanteria se estiver etiquetado) e a numeração lógica ajudarão os colaboradores a encontrar o que procuram da forma mais eficiente possível. Resumindo, a fila inferior da estante do armazém deve ser etiquetada como «01» e a segunda como «02» e assim sucessivamente.

Identificar as melhores etiquetas de estante de armazém

Uma vez escolhido o sistema, a próxima decisão a tomar é decidir que etiquetas necessitam.  Ao considerar como etiquetar as estantes do armazém, a seleção das etiquetas corretas terá um grande impacto na eficiência. A legibilidade é um fator chave nesta decisão para garantir que as etiquetas funcionam com os scanners de recolha existentes, o que provavelmente significa uma leitura de códigos de barras de até 300ppp e etiquetas de até 4 polegadas de largura. A escolha das etiquetas que não cumpram os requisitos relativamente à durabilidade, permanência e tipo de superfície, assim como a possível exposição a temperaturas, luz solar e produtos químicos poderia prejudicar a atividade. As etiquetas de metal magnético costumam ser a opção mais duradoura para os requisitos de etiquetagem de estantes de armazém, mas há uma série de alternativas muito duradouras, incluindo as etiquetas térmicas e as etiquetas laminadas, que estão disponíveis a um custo muito menor.

Impulsionar a eficiência no armazém

Os benefícios de uma maior eficiência no armazém são evidentes e as empresas com visão de futuro utilizaram o aumento da procura gerada pela pandemia para aumentar significativamente as suas operações. Aquelas organizações que se continuam a esforçar por alcançar uma maior eficiência, buscando melhoras em todos os seus processos, serão as que vão estar mais bem posicionadas para obter benefícios na tentativa de dar resposta à procura mais rapidamente.

Os melhores sistemas de armazenagem do armazém combinados com uma etiquetagem clara e lógica podem ser o primeiro passo para automatizar os processos e conseguir uma ótima eficiência. Dispor da informação de etiquetagem correta e facilmente acessível, incluindo os códigos de barras que se poderiam conectar aos sistemas de gestão dos armazéns, permitirá aumentar rapidamente a eficiência das operações.

Para obter mais informação sobre como as soluções da Brother podem ajudar a melhorar a eficiência em armazéns, visite a nossa página web de transporte e logística.

Mais de Identificação

Também lhe pode interessar...

Error: Generic Text label 'Back to top' not set for language 'pt-PT' (Site: 'MAIN-PT').