Adicionado ao cesto
  1. Home Brother
  2. Blog Brother Portugal
  3. Impressão
  4. 2020
  5. O novo paradigma da impressão descentralizada
O novo paradigma da impressão descentralizada

O novo paradigma da impressão descentralizada

Tal como os centros educativos se reestruturam, reorganizam e propõem novos formatos para o próximo ano, muitas empresas têm de fazer o mesmo. Quer tenhamos ou não ressurgimentos de novos casos e reconfinamentos (esperemos que não), não são poucas as empresas que viram nestes meses que o teletrabalho não só é possível, como também é uma vantagem e estão a planear prolongá-lo para além do verão.

De facto, segundo um estudo recentemente levado a cabo pela IDC, 75% das empresas prevê estabelecer o teletrabalho para, pelo menos, 5% dos seus trabalhadores. Mais ainda, 50% das empresas estimam que, pelo menos, 10% dos seus trabalhadores continuarão a trabalhar a partir de casa

Os teletrabalhadores, sim, estão contentes. Ao fim e ao cabo, o distanciamento social não deixa de ser uma das formas mais seguras de controlar o contágio e de poder gerir um regresso ao escritório de forma escalonada, além de conseguirem conciliar e gerir o seu trabalho de forma mais personalizada e cómoda. Mas é necessário fazer algumas alterações.

O confinamento chegou de forma brusca e repentina, e muitas empresas, na pressa da situação, facultaram aos seus colaboradores o necessário para trabalhar em casa, em alguns casos, tirando mesmo partido dos equipamentos pessoais que os seus colaboradores já possuíam nos seus domicílios.

Agora que o teletrabalho ganha peso, é necessário repensar esta estratégia e prover os colaboradores, de acordo com a sua política corporativa, com equipamentos que permitam gerir e controlar da mesma forma que se estivessem no escritório. Ou seja, um formato no qual o colaborador continue a fazer parte do ecossistema da empresa, assim como os seus dispositivos (sejam pessoais ou corporativos), mas desde o seu domicílio.

Deverá por isso, em primeiro lugar, certificar-se de que este equipamento não só é adequado para cumprir a sua tarefa, como também é eficiente, seguro e tem todas as funções profissionais necessárias, ou, pelo menos, todas as que tinha no escritório físico. E isto inclui, para algumas posições, equipamentos de impressão modernos e fiáveis.

O que significa isto para a empresa? Se a tendência já era para a impressão descentralizada dentro dos escritórios, onde cada grupo de pessoas tinha uma impressora mais ou menos pequena, localizada num local muito próximo e com certas funcionalidades específicas, o teletrabalho leva-o a um passo mais além. Agora o equipamento de impressão deve satisfazer os requisitos para uma utilização ainda mais individualizada, com características suficientes para manter a produtividade num espaço reduzido (o domicílio de cada um). E isto tem uma vantagem adicional, pois permite ajustar o equipamento às necessidades de cada trabalhador: apenas uma impressora, apenas um scanner ou um multifuncional, multiplicando assim a eficiência. Estamos a falar de uma impressão hiperdescentralizada.

Hiperdescentralizadas, mas hipereficientes

As empresas confrontadas com este conceito, que em muitos casos não é opcional, não devem perder de vista a importância de manter e controlar todos os processos empresariais, mesmo nesta nova forma de trabalho colocada pelo teletrabalho. O desafio da impressão é um desafio que as grandes e médias empresas têm que enfrentar e assumir como parte da sua realidade e, como tal, têm que lhe dar resposta sem demora.

A automatização do local de trabalho é, inseparavelmente, a automatização de recursos e equipamentos. Neste caso, ter um modelo de impressão gerido à distância com uma ligação à nuvem pode ser a solução para manter o controlo e aliviar a carga nos departamentos tecnológicos, que só têm de incorporar o parque de impressoras - seja lá o que for e onde quer que esteja - nesse modelo de gestão.

A impressão descentralizada tem sido uma realidade nestes meses de confinamento, agora, como em tantos outros fatores, as empresas têm de ser suficientemente flexíveis para incorporar estas mudanças na sua prática regular e transformá-las numa mais valia.

Mais de Impressão

Também lhe pode interessar...

Error: Generic Text label 'Back to top' not set for language 'pt-PT' (Site: 'MAIN-PT').